O Falso Full Recovery Model

Olá pessoal,

Sempre temos aquela percepção de que realizando a mudança do recovery model para FULL a base automaticamente estará nesse recovery model, o que não é verdade.

Para comprovar esse fato, podemos visualizar nas imagens abaixo.

 

image

Como você pode ver isso nos levaria a crer que a base está no recovery model FULL, porém isso é o que chamamos de PSEUDO-FULL, acreditamos que a base está, mas a informação esta errada. Para comprovar precisamos realizar a seguinte consulta.

image

Como você pode ver, não possuímos um backup base para criarmos o nosso backup-chain ou a cadeia de backups. Para realmente estar em Full Recovery Model precisamos realizar o primeiro backup full.

image

Realizando um backup Full nos asseguramos que nossa base de dados está em Full Recovery Model e possuímos um backup como base para iniciar nossa cadeia de backups.

É importante estar ligado nessa informação, pois o PSEUDO-FULL pode nos levar a problemas com o Transaction Log File estourar o espaço em disco.

Espero que tenham gostado dessa informação!

 

Marcos Freccia
SQL Server MVP

Advertisements

About Marcos Freccia

MVP em SQL Server (Data Plataform) , especialista em SQL Server, e atualmente trabalhando com Microsoft Azure!

Posted on March 16, 2015, in Administração, Boas Praticas, Dicas, SQL Server, VirtualPass and tagged , , . Bookmark the permalink. 2 Comments.

  1. Show de bola, obrigado por compartilhar conteúdos de suma importância, valeu!!!

  1. Pingback: Transaction Log cheio? E agora? | Freccia's Blog

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: